Festas de São José em Santarém – 2009

Fica aqui o link para o Programa das Festas.

Visite-nos, vai ver que gosta!

Publicado em Ribatejo, Santarém | Publicar um comentário

Os troféus do dia

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Como pai sinto-me incomodado com o facto de os jovens e as crianças de hoje não fazerem ideia do que está em causa quando se comemora o 25 de Abril. Para a maior parte delas é apenas um dia em que não vão ás aulas, quando na verdade, deveria ser um dia de exaltação de valores universais, como a liberdade, a fraternidade, a solidariedade.

A começar na escola onde a abordagem ao 25 de Abril está muitas vezes dependente da orientação politico-partidária do professor, como se os valores de Abril, fossem de esquerda ou direita; e a terminar em casa onde os pais por falta de tempo ou vontade, não passam o testemunho.

Como o Natal é a festa da família, Abril é a festa da liberdade! Se o Pai Natal tem alguma culpa na crise que vivemos quase todos, por via cartões de crédito e afins, Abril e os cravos são inocentes.

Nasci em 1970 e tinha quase 4 anos no 25 de Abril de 1974. Vivia e vivo em Santarém a 100 metros da sede da PIDE de Santarém. Lembro-me da minha mãe assustada me apertar a mão com força enquanto passava um carro de combate que rugia e estremecia o chão. Lembro-me dos soldados e guardo ainda hoje um panfleto que um deles deu à minha mãe. Essa imagem que vivi ficou-me de tal modo gravado que embora fosse pequeno ainda, nunca mais a esqueci.

A partir daí, todos os dias 25 de Abril, foram para mim uma festa de alegria. Acordava saltitante e ansioso. De mão dada com o meu pai seguia pela cidade entre cravos e bandeiras. Trauteava as músicas que sabia de cor. Pintava, brincava e ria. E via no rosto das pessoas, um contentamento sincero e visceral. No futuro, só em momentos relacionados com o futebol voltaria a ver uma alegria colectiva tão intensa e palpável.

Cresci e já não tenho o meu pai para dar a mão nas ruas da cidade. Mas tenho dois filhos, um para cada mão, e é meu dever mostrar-lhes a festa. Festejar com eles, cantar-lhes as canções, contar-lhes as histórias. E á noite, cansados, voltarmos a casa com os troféus do dia!

Um beijo grande para o Luis e a Margarida!

Publicado em Diversos, Heróis, Liberdade, Portugal, Ribatejo, Santarém | 2 Comentários

Twisting by the pool!

 

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Publicado em Fotografia, Portugal, Ribatejo, Santarém | Publicar um comentário

Viva a Liberdade

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

Estátua de Salgueiro Maia na Jardim da Liberdade na minha Santarém

O meu agradecimento e homenagem a este homem e aos outros todos!

Um beijo ao meu pai neste dia tão especial para ele!

Viva o 25 de Abril! Viva a liberdade!

Publicado em Diversos, Fotografia, Heróis, Liberdade, Portugal, Santarém | 3 Comentários

A liberdade passou por aqui!



Letra para um hino

É possível falar sem um nó na garganta
é possível amar sem que venham proibir
é possível correr sem que seja fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

É possível andar sem olhar para o chão
é possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros
se te apetece dizer não grita comigo: não.

É possível viver de outro modo. É
possível transformares em arma a tua mão.
É possível o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre livre livre.

                                  Manuel Alegre
Publicado em Diversos, Fotografia, Portugal | 1 Comentário

Há massacres e massacres!?

Indignado, assisti à reportagem da RTP sobre o massacre ocorrido nos EUA.
Mais um a juntar a um rol infeliz, fruto duma sociedade onde se compram armas no super-mercado da esquina, como quem compra espuma para a barba ou papel higiénico.
Pergunto ao Sr. Bush, quantos mais massacres deste género serão necessários para reverem uma legislação sobre uso e porte de armas tão ridícula quanto ele!

A seguir à previsível reacção chorosa e hipócrita do Bush, vejo a 2ª carpideira.
O “nosso” Presidente da Comissão Europeia com um ar de carneiro mal morto a afirmar que «Este é um momento muito triste e envio as minhas condolências às famílias das vítimas». Para continuar, veio o Blair, para aumentar o coro. Que desgraça tão grande! Como é que foi acontecer uma coisa destas? E logo por azar o assassino não era muçulmano nem preto!
Confesso que fiquei à espera do Aznar, debalde. Terá ganho vergonha!? Espero que sim.
É que não me lembro de ver nenhuma destas carpideiras a lamentar nenhum dos atentados diários no Iraque, tão frequentes que até deixaram de ser notícia! É que, desgraçadamente, 33 mortos “são trocos” para os milhares de homens, mulheres e crianças que perderam a vida desde que a “Pandilha das Lages” decidiu brincar ás guerras no Iraque.

Que descansem em paz, na Virgínia e em Bagdad, os inocentes vítimas de fanatismo, loucura, interesses e sede de poder.

Publicado em Diversos, ideias e idiotas, Portugal | 5 Comentários

Os feitos do biltre

Confiram aqui alguns dos feitos do biltre.
Com a devida vénia e agradecimento ao Manuel Araujo. É importante que se combata esta tentativa torpe de branqueamento da imagem do biltre.

Publicado em Diversos, ideias e idiotas, Portugal | 5 Comentários